Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FUTURO - ( Com Mário Roberto Guimarães)


Na madrugada fria eu era brasa
Os olhos chamas minhas as mãos geladas
O coração quais neves inflamadas
E alma então ardente como brisa gaza...

Amanhecia e em teu mundo escuro
A noite não cessava e então a luz
Que irradiava em mim - eu obscuro -
Se apagou; mas logo outra flux...

O amor que findou deixou saudade,
O peito a parecer que está vazio,
A alma sempre triste e solitária...

Mas sempre há consolação que ampare a
Esperança de não mais ser sombrio
O futuro, com grã felicidade.


Os quartetos são de Gonçalves e os tercetos de Mario.

Gonçalves Reis
Enviado por Gonçalves Reis em 06/09/2007
Reeditado em 06/09/2007
Código do texto: T641756

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gonçalves Reis
São Paulo - São Paulo - Brasil
1155 textos (73703 leituras)
1 áudios (107 audições)
1 e-livros (51 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 03:13)
Gonçalves Reis