Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As 10 pragas

Para a amiga Elke Maravilha

Quando eu sorrio, é sempre de verdade:
o meu rosto não finge entre cortinas!
Não improviso idéias repentinas,
nem falo sobre o sol na tempestade.

Assim, quando este olhar que agora cala
no véu do teu sorriso agoniado
fizer efeito em ti, seja louvado
um Deus que nada escuta e tudo abala...

Oh trovões! Oh tormentas! Oh São Pedro!
Quantas luzes virão dos terremotos?
Quanta limpeza há de nascer do pó?

Meu riso é lúcido - é dodecaedro!
Há quem só aprenda entre os gafanhotos!
Há quem não lembre o fim do faraó!
Marcelo Moraes Caetano
Enviado por Marcelo Moraes Caetano em 07/09/2007
Reeditado em 09/09/2007
Código do texto: T642459

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (MARCELO MORAES CAETANO). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Moraes Caetano
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
246 textos (13413 leituras)
87 áudios (5938 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 22:48)
Marcelo Moraes Caetano