Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Protagonista

" Uma boa vida tem como base o sentido do
que queremos para nós em cada momento
e daquilo que realmente vale como principal."
(Gurdjieff)


Às vezes vou mais lenta, um tanto sofrida,
sigo o curso, olho atento, desabo um pouco;
mas todo o resto em mim é alegria de vida,
é um cantar-batuque do meu coração louco.

Às vezes deixo umas pegadas na areia,
faço uns cantos suaves, de armadilha;
- brinco e oferto meu rabo de sereia -
ou sou bicho feroz, perigoso, pela trilha.

Às vezes sigo só com a coragem do preciso,
do que deve ser feito e traço o risco no chão,
outras, me lanço à loucura, toda sem ciso;

De qualquer forma vou, enfrento, sigo avante,
em mim arde o fogo da pira eterna da paixão,
e no filme dessa vida não nasci coadjuvante.

http://versosprofanos.blogspot.com/
Maria Quitéria
Enviado por Maria Quitéria em 09/09/2007
Reeditado em 09/09/2007
Código do texto: T645669

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mquiteria). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Quitéria
São Paulo - São Paulo - Brasil
1098 textos (344971 leituras)
1 áudios (2465 audições)
4 e-livros (3953 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 10:35)
Maria Quitéria