Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Súplica de um Odisseu


Fiz emergir da minha odisséia,
sair dos dramas do meu coração,
este soneto, inda em construção;
um tímido artista sem platéia!

Para dizer-te, oh! deusa vencida,
que tuas preces não se foram em vão;
Que as noites frias de sofreguidão
chegaram ao fim. É hora da partida!

Pois ao te ver, assim, tão distraída,
a murmurar meu nome com meiguice,
saí dos sonhos pra entrar na vida;

Pus-me a gritar para que tu ouvisses.
Eis-me aqui, oh! musa enternecida!
Em rima e versos... Sou o teu Ulisses!
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 29/10/2005
Código do texto: T65086
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1334 textos (57803 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3193 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:26)
Herculano Alencar

Site do Escritor