Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DO AMOR DISTANTE

Distantes nós estamos, minha amada,
Mas não me esqueço um só dia sequer,
Dos gestos de menina, da mulher,
Dos beijos quentes pela madrugada...

Da tua voz, profunda e entrecortada,
Também dos teus gemidos de prazer...
Mas vamos novamente nos haver
Minha doce mulher idolatrada.

Longe de ti a vida é um desterro
A distância atormenta qual veneno,
Pois o coração sofre estando só.

A paixão e o desejo não são erro!...
De corpo e alma - num abraço pleno -
Eterniza-se Amor, além do pó!

****************************************
Soneto feito em parceria:
os 7 primeiro versos de Gonçalves Reis;
os outros 7 de Henricabilio

Grato pela interacção amigo Gonçalves!

HENRICABILIO
Enviado por HENRICABILIO em 16/09/2007
Reeditado em 17/09/2007
Código do texto: T655132
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.Henricabilio.web.pt). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HENRICABILIO
Caldas Da Rainha - Leiria - Portugal, 56 anos
574 textos (249026 leituras)
20 áudios (22362 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 22:14)
HENRICABILIO