Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO PARA MARTINS FONTES (II)

Exemplo de virtude e caridade,
Do povo humilde a dor aliviou,
Qual bálsamo de amor nesta cidade,
Martins Fontes nasceu, viveu, amou.

Foi Médico, foi Poeta, foi Bondade,
Cultor da Natureza, revelou
O seu belo Indaiá, simplicidade,
Que bem reflete tudo o que pregou.

Nestes tempos de crise de valores,
De mil dificuldades e rancores,
Já não se ouve mais do vate o som.

E somente um murmúrio entre as flores,
Parece repetir no mesmo tom,
O mesmo verso: “Como é bom ser bom”!
EMILIO CARLOS ALVES
Enviado por EMILIO CARLOS ALVES em 01/11/2005
Reeditado em 16/02/2006
Código do texto: T65962
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
EMILIO CARLOS ALVES
Santos - São Paulo - Brasil, 69 anos
167 textos (52042 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:13)
EMILIO CARLOS ALVES