Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fogo contra fogo

Sou negro a resistência do gueto
Sou leão, sou selvagem no teu contexto.
Trouxeram-me da aldeia, pra selva de aço.
Tentaram me domar, agora amargam o fracasso.

Na tua visão sou mocinho e marginal
Sou a sabotagem da máquina social
Criei um estado, pulei fora do teu jogo.
Agora é poder contra poder, é fogo contra fogo.

O meu coração bate entre a vida e a morte
Não verei a mãe áfrica, mas fui forte.
Vivi ate o ultimo instante, um enigma,
Alterei o meio, fui tua intima intriga.

Brasil minha pátria, minha madrasta final.
Não sei o gosto do teu leite, nem do teu mingau.



Gilmar Queiroz
Enviado por Gilmar Queiroz em 21/09/2007
Código do texto: T662647

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilmar Queiroz
Laranjal do Jari - Amapá - Brasil, 41 anos
244 textos (4643 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 16:59)
Gilmar Queiroz