Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MAIS QUE NUNCA

Fiz apostas, mais que nunca eu perdi;
Busquei alegria, mais que nunca chorei;
Quando julguei ter razão, eu aprendi;
Ao querer reagir, mais inerte eu fiquei.

Covarde eu fui, ao tentar ser valente;
Quando me decidi, mudei meus planos;
Apesar da experiência, fui incoerente;
Agi por acertos, tive muitos enganos.

Fiquei sóbrio e mais a cabeça se fundiu;
Procurei respostas, o coração se iludiu;
Segui os impulsos, meu rumo se perdeu...

Quando eu mais esperei, mais demorou...
Mais que nunca sei: pouco de mim sobrou!
Tentei não amar, mais que nunca sou seu.

--------------------------------------------------------------------
Site do poeta: www.marcomansoro.wix.com/poesia
Marco Mansoro
Enviado por Marco Mansoro em 25/09/2007
Reeditado em 18/12/2013
Código do texto: T667387
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor o link para o site "http://recantodasletras.uol.com.br/autores/marodrigues"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Mansoro
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 52 anos
159 textos (14999 leituras)
28 áudios (1250 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 15:29)
Marco Mansoro