Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amazônia

Terra mui farta e bonita,
Jovem de bondade infinita,
O amor em teu debrum suscita,
Tua fauna, tua flora me excita.

Toda vez que te faço, uma visita,
Descubro uma frase, por Deus escrita,
Apesar da tua historia, torta e esquisita,
A cobra grande volta e meia, medita.

Mãe da miscigenação, que si agita,
Do multiforme caboclo amazonida,
A selva tem saudade do serrote de fita.

Toda vez que, o moto-serra grita,
O pajé da tribo, também se irrita,
Quando vê a devastação, maldita.

Gilmar Queiroz
Enviado por Gilmar Queiroz em 27/09/2007
Código do texto: T670530

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilmar Queiroz
Laranjal do Jari - Amapá - Brasil, 41 anos
244 textos (4634 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 07:46)
Gilmar Queiroz