Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto









“POBRE CANTADOR”.

          

 

 

Um violão molhado de sereno

Eu cantava a janela não abria;

O dia estava amanhecendo...

Só de teimoso eu não desistia.

 

Abre a janela minha amada!

Enquanto eu cantava dizia...

Ouço os clarins da alvorada

Tu nem escutas a melodia.

 

Os pássaros já em revoada

As minhas pálpebras cansadas,

De cantar tanto, tu não ouvias.

 

Eu me esmerando de amor

Este teu pobre cantador...

Mas, eu cantava e tu dormias!







 

Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 28/09/2007
Reeditado em 28/09/2007
Código do texto: T672255
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
3912 textos (261641 leituras)
185 áudios (36399 audições)
9 e-livros (7425 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 21:24)
Antonio Hugo

Site do Escritor