Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU NOME





A minha vida construía-a entre escombros,
Caminhos alheios, onde o sol não cobria
As suas vigências, refulgindo assombros
Mostrando a todos que a vida lá não cabia.

Tentei afastar de mim tais desassombros,
Erradicá-los de vez, e ao que eu já sabia,
Por experiência própria serem combros,
Que eu elevava, ora em estranha sinfonia

Ora em derrocada tamanha… meu nome
Gravado na pedra, se a alguém pertencia
Era sinal de frustração e de alguma fome.

E assim se fez a minha vida, uma procura
Incessante de quem era, ou a quem devia
Esta miséria atroz que me fez desventura.

Jorge Humberto
26/09/07




Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 28/09/2007
Código do texto: T672289
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 51 anos
2622 textos (67033 leituras)
22 áudios (940 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 07:34)
Jorge Humberto