Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cantiga dolorida

Essa dor que me mói é antiga;
É filha de uma tristeza comprida
Que se arrasta e o peito castiga.
Acho que com ela já nasci parecida.

Deito horas nessa dor enrustida
Como se não mais quisesse a vida,
Mas é só por ela que sobrevivo sentida
Nas páginas que rabisco ferida.

Nas pontas dos dedos me faço homicida
Dessa dor corajosamente sofrida,
Que entra e sai e nunca mitiga.

Rima pobre tem essa dor remexida
Que em mim passeia atrevida
Assoviando a mesma antiga cantiga.

Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 03/10/2007
Código do texto: T678266

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (56465 leituras)
25 áudios (3275 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 08:54)
Angélica Teresa Almstadter