Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POUCAS PALAVRAS

Precioso parceiro de poesia e prosa, possivelmente
encontrarás entre estas expressões embófia,
presunção; pensarás em prólogo pseudodialetal propriamente;
esforçar-me-hei, no entanto, evitando a empáfia.

Verás os velhos versos em vernáculos vigentes;
eis besouros zunindo ziguezagueando nas azaléias,
o vento varrendo a várzea vernal, valente,
compondo o caminho coberto de colmos e catléias.

Deixo-te estas desarrumações verbais com propriedade
até que torne a mim o poeta desamado;
ficarão entregues certamente à amizade.

Fica com minha pena d'ouro, meu coração safenado;
as sobras, cinzas, sonhos, sonetos, saudades,
soterra num solaçoso sopé de serra ensolarado.

                          Chaplin, outubro 07
Chaplin
Enviado por Chaplin em 04/10/2007
Reeditado em 12/10/2007
Código do texto: T680876
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chaplin
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 72 anos
420 textos (29166 leituras)
1 áudios (139 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 09:17)
Chaplin