Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                                                                 

                                      
 MEU MENINO DE ONTEM

 

               Sempre alegre tu foste e por demais travesso;

                  eras muito levado e um menino risonho.

                  Aquele tempo alegre, em hora alguma esqueço,

                  e penso até que tudo era somente um sonho

 

                  Não és mais garotinho... E agora eu envelheço.

                  Muito cresceste nesse esplendente entressonho...

                  Quanta saudade eu sinto em vão, mas encaneço

                  bem feliz pelo amor que em teu futuro aponho,

 

                  Assim é nossa vida, onde a planta viçosa

                   na terra vem brotar, sempre que bem lançada,

                  fazendo então de mim uma avó muito prosa.

 

                   Esta bela semente a teus pais ofertada

                   agora olhamos tendo a alma mui prazerosa

                   e a Deus rogando serp'rasempre abençoada.

 

                                                                                                    

                                                                                           

 

                                              ( parameuneto José  Carlos, em 29/9/ 93)

                                                                          (Soneto alexandrino)

Alda Corrêa Mendes Moreira
Enviado por Alda Corrêa Mendes Moreira em 04/10/2007
Reeditado em 04/12/2008
Código do texto: T680965
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alda Corrêa Mendes Moreira
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
213 textos (14785 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 08:48)
Alda Corrêa Mendes Moreira