Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reconciliado ( Para a querida amiga Lílian Maial)

Dói-me a saudade que o tempo esconde
detrás de cada lágrima caída.
É como se eu vivesse de saída
a te buscar. Meu Deus! Não sei aonde.

E grito porque sei que não respondes;
E choro porque sempre vou chorar...
E amo porque sempre vou te amar...
Sou o andarim não pegou o bonde!

Aí... tu vens vestida de soneto
e eu me agarro em ti como amuleto,
pra que a sorte não me doa mais.

E, reconciliado com a vida,
deixo nos olhos nova despedida
e um beijo triste na beira do cais.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 06/11/2005
Reeditado em 15/03/2006
Código do texto: T68150
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1335 textos (57842 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:47)
Herculano Alencar

Site do Escritor