Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cárcere

Ao te olhar, nasceu nova vida, em mim,
De tudo que vivi e senti, nada foi tão forte,
Aos meus valores e verdades, puseste fim,
Por outros caminhos, deixei minha sorte.

Agora! Há uma grande revolução interior,
Minhas construções estão em ruínas,
Apesar de não conhece, teu real valor,
Provocaste em mim, multiformes chacinas.

Ao te olhar, tive a incerteza, de quem sou,
Neste momento, você é meu único plano,
Espero que me aceite, como estou,
Não seja como outras vidas, outro engano,

Prendi-me a você, me prendi a vida,
Espero que desse cárcere, sejas a saída.


Gilmar Queiroz
Enviado por Gilmar Queiroz em 06/10/2007
Código do texto: T683549

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilmar Queiroz
Laranjal do Jari - Amapá - Brasil, 41 anos
243 textos (4634 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 23:18)
Gilmar Queiroz