Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
QUANDO O AMOR SE CALA


Ah! Se eu pudesse pelo menos chorar,
Deixar a minha alma mais serena,
Ou quem sabe então, eu pudesse gritar?
Que eu te amo tanto minha pequena!

Porém, fico preso nesse meu orgulho,
O coração completamente sufocado,
Num oceano de tormento, mergulho,
Pago o preço por te amar calado.

Assim vivo, nesse mundo limitado,
Solidão circunda por todos os lados,
No vazio de mim mesmo, me entrego.

E sofro – escravizo o próprio ego,
Prossigo... Esfacelado – mudo – cego,
Fruto do medo de amar - ser amado.



DELEY
Enviado por DELEY em 10/10/2007
Código do texto: T689131

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DELEY
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
4935 textos (186876 leituras)
4 e-livros (1657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 22:58)
DELEY