Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Falaria de flores....


Falaria de flores, não fossem seus espinhos,
De poesias, não fosse o travo na garganta
Que deixei para seguir seus caminhos
Quando a alegria ainda era tanta.

Mais que perfumes, adagas afiadas
Das suas entranhas eclodem silenciosas,
Tal qual o veludo da pele amansa chicotadas
Dos gestos servidos com palavras maliciosas.

De poesias serviria sua manhã à mesa;
Em alvas toalhas ricamente bordadas,
Porções de alegria dispostas com delicadeza.

Eis que feridos os madrigais feneceram,
Na alma engastada de profunda tristeza.
Falaria de flores, mas elas me embruteceram...

Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 11/10/2007
Código do texto: T689323

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (56489 leituras)
25 áudios (3275 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 06:59)
Angélica Teresa Almstadter