Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


 No abismo, o silêncio profundo

 

Muitas vezes perdi a esperança

Então, fiquei em cima do muro

Acuado, indefeso qual criança

Sobreviver num mundo inseguro.

 

Muitas vezes sorri de alegria

E me achei muito importante

Nos afazeres de meu dia a dia

Em ufanias, enfim triunfante ?

 

Ó super ego vaidoso, descabido

Jamais suportar horrendo amargor

De todas as tristezas do mundo

 

Trágica trajetória, surdo gemido

A desilusão dolorida do desamor

No abismo, o silêncio profundo.

 

 

Maurélio Machado
Enviado por Maurélio Machado em 12/10/2007
Código do texto: T691503
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maurélio Machado
São Bento do Sul - Santa Catarina - Brasil
8102 textos (1690700 leituras)
2 áudios (1150 audições)
95 e-livros (6300 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 17:58)
Maurélio Machado