Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PASSEIO PELO INFINITO

Eu quero andar pelo jardim do infinito,
Lá bem longe, em uma nebulosa larga,
Onde estrelas se tornam rosas brancas,
Planetas, árvores dum doce firmamento.

Leve, flutuando suavemente nas espirais,
Pego em sua mão e vamos juntos enfim,
Dar uma volta no infinito sem fronteiras,
Conhecer esse jardim sublime e sem fim.

Vamos sentir o perfume das flores estelares;
Dormir à sombra de uma grande árvore lunar,
Comer doces frutos do pomar de um planeta.

E no firmamento vamos conhecer galáxias,
Vamos escorregar na cauda de um cometa,
Cair nas estrelas, dançar e flutuar no espaço.
Lúcio Astrê
Enviado por Lúcio Astrê em 19/10/2007
Código do texto: T700796

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Astrê
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil, 60 anos
263 textos (10231 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 03:13)
Lúcio Astrê