Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ateneu, meu nascer poético!

Aqui venci meus pudores de poeta
e transgredi os limiares do meu ser.
Pois aqui eu encontrei a porta aberta,
e os braços prontos pra me receber.

Foi aqui que me dispus a escrever
cada um e todos os meus sentimentos.
Os que, de tímido, eu quis esconder
nos meus mais dissimulados fingimentos;

E, também, os que jamais soube entender,
pois a minha mente, tão menor que alma,
de tão pequena, negava-se a ver
a parte mim que o poeta salva.

E agora, que a poesia me acalma,
me desfaço em versos pra quem quiser ler;


Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 12/11/2005
Código do texto: T70677
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1335 textos (57825 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3206 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:07)
Herculano Alencar

Site do Escritor