Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTE SONETO É TEU...


Este soneto, minha doce amiga, é teu.
É teu porque o faço assim, de raro improviso,
a matutar se o que entre nós aconteceu,
estava escrito e acontecer era preciso!


Confesso. O pensamento não me  é conciso.
Sobre fados conheces bem o principio meu,
e bem sabes que jamais, assim, fui indeciso
quanto aos destinos- Cada um que faz o seu!


Ah! Não me era dado o direito de encontrar-te.
Mas mesmo assim ousei ao longe procurar-te
e a vi, nas brumas, d!um passado que se finda!


Perdoe se medo te inspirei querida amiga.
Mas saiba que aquela paixão demente, antiga
se transformou,  enfim, nesta amizade infinda!
 
23.10.2007 ( 23,00 hs)


 
Midi:  Rapsódia (Rachimaninov)
Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 23/10/2007
Reeditado em 06/05/2011
Código do texto: T707139

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
493 textos (68698 leituras)
11 áudios (3028 audições)
1 e-livros (188 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 05:23)