Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
   

  


   Eu assim...



Semente fértil, pura ternura
Cultivada  no chão da ilusão
Raízes fincadas n'um coração
Flor doce de meiga candura !

Sofrendo a mais cruel solidão
Busca iluminar tão breve vida
Enquanto me atiras na lida
Como se fora sarnento cão.

Retiras-me da tua presença
Terei o amor ou nova sentença?
És céptico e frio por demais !

Com esperança irei encontrar
Alguém que saiba,de fato amar
Abomino a solidão e os meus ais...

 
Um dia repleto de paz para todos.Bjsss
Imagem do google


Sônia Maria Cidreira de Farias
Enviado por Sônia Maria Cidreira de Farias em 25/10/2007
Reeditado em 14/12/2010
Código do texto: T708736
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sônia Maria Cidreira de Farias
Jequié - Bahia - Brasil
2945 textos (219628 leituras)
1 e-livros (1013 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 13:39)
Sônia Maria Cidreira de Farias