Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O homem descartável

Eu sou um troco vil do meu trabalho
deflacionado no mercado humano!
Uma mercadoria, um cão sem dono!
Quanto mais eu produzo, menos valho!

Sou uma carta fora do baralho,
que alguém deixou por pura displiscência,
um “ás de ouro” de proficiência,
que apodreceu e não caiu do galho.

De que me vale toda a inteligência
se a juventude já virou saudade,
ainda que o saber e decência,

na contramão, avance com a idade,
estes valores não são referência
para o futuro da humanidade.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 13/11/2005
Código do texto: T70884
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1335 textos (57829 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3206 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:24)
Herculano Alencar

Site do Escritor