Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

>MAIS UMA SAUDADE*

Saudades, tenho poucas verdadeiras
Foi como um relâmpago fim de chuva
Mal a luz resplandecia na janela
O trovão aparecia fazia a curva

Das poucas saudades que me restam
Só uma deixa-me saudosa sem retorno
O ente mais querido que se foi
Meu grande pioneiro pai extremoso

Saudades, sinto hoje dos teus versos
Palavras que o coração ainda palpita
Do momento fantasia ainda habita

Saudade do que quis e não vieram
Voaram, só acredito em plena luz
Nos olhos que a lembrança reproduz

Saudades que carrego em minha vida
Do quanto não sabia e era feliz.
Paisagem na memória vai perdida,
De todos os meus sonhos, aprendiz,

Agora a vida passa, distraída,
Mostrando num relâmpago o que eu fiz.
Saudade do calor do braço amigo,
Num tempo em que existia uma esperança,

Distante do que trago aqui comigo,
A vida prometia uma festança,
Bebê-la novamente não consigo
Somente em cicatriz, doce lembrança.

Saudade de viver o que não tive,
Cadáver do que fui, que ainda vive...

SOGUEIRA
Marcos Loures
Sonia Nogueira
Enviado por Sonia Nogueira em 25/10/2007
Código do texto: T709661

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia Nogueira
Fortaleza - Ceará - Brasil
2360 textos (127535 leituras)
12 e-livros (650 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 09:44)
Sonia Nogueira

Site do Escritor