Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fugaz Estação

Ela passou por mim, nem era primavera...
Assim, encantou-me a alma o seu perfume
O sol brilhou forte... Translúcida atmosfera
Sem pedir, tomou para si o seu relume

Fiquei olhando – isso era de costume...
Mas aquela menina tinha algo de fera
Era doce, era mulher... Soltou um queixume
Que me fez até duvidar dessa quimera!

Tenho vivido minhas vidas enganado
Pelos anseios de uma espada em riste...
Pela mulher que tem meu sabre levantado!

Um quase torpor intimamente assiste
Ao meu coração, pulsante, acelerado...
Essa mulher que me encanta não existe!
Márcio Ribeiro
Enviado por Márcio Ribeiro em 26/10/2007
Código do texto: T710640
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Márcio Ribeiro
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
67 textos (3262 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 03:17)
Márcio Ribeiro