Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alucinação


Um sonho, uma cisma faminta ,
Criar, acordar poesias em mim .
As letras dormiam sem tinta .
Sonolentas na noite sem fim.

Atormentada , inquieta sofria ,
Sem aquecer fronhas da fantasia ,
A coberta sem peles, vazia, tão fria.
O sono pesado assombrava , insistia.

Um medo tão cheio de medos
Não completava imagens contorcidas
E a mente não encontrava enredos .

O corpo gelado sem nada entender
Caminhava  lento no destino cinza ,
Tateando naquele paralisante poder.

27/10/07
Maria Thereza Neves
Enviado por Maria Thereza Neves em 27/10/2007
Código do texto: T711975
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Thereza Neves
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
3364 textos (91826 leituras)
6 e-livros (225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 00:54)
Maria Thereza Neves