Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÀS VEZES

Às vezes me pego assim me achando incerto,
sem querer às vezes choro às vezes rio.
Ás vezes o coração me bate frio,
e de repente é vulcão a descoberto!

Às vezes  lanço minh!alma em céu aberto,
e  no bailar das nuvens  teu rosto eu crio.
Às vezes o meu desejo é um mar bravio,
e em outras é brisa soprando no deserto!

Às vezes alcanço o espaço num segundo
e do céu eu fico apenas por um fio;
mas  num  instante retorno a realidade!

Mas não indagues por que assim vivo no mundo...
Eu te juro que não sei, mas desconfio
do teu abraço naquela  terna tarde!


Midi: Nostalgia
Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 27/10/2007
Reeditado em 02/05/2011
Código do texto: T712417

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
496 textos (69038 leituras)
11 áudios (3031 audições)
1 e-livros (188 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 14:07)
Nelson de Medeiros