Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NA MINHA VÃ INOCÊNCIA





Na minha vã inocência ainda acredito no homem
Em toda a sua decência e verdade explicita
O que não creio é nas religiões que o consomem
E que a sua palavra fundamentalista e implícita

Os cegue de tal maneira que não vejam mais além
Do que a sua própria liberdade lhes incute
Não me contradizendo, bem sei que estão aquém
De todo o homem que sua vida sem receios discute

Não nos devemos prender por nada aleatório
Reinantes deste mundo só a paz tem significado
De contrário não passa dum imenso crematório

Que nos retira o bom julgamento inerente a todos
Pois que acabem de chorar seu triste fadário
E sorrindo à vida comportem-se com bons modos

Jorge Humberto
01/11/07




Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 02/11/2007
Código do texto: T720489
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 51 anos
2622 textos (67024 leituras)
22 áudios (940 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 14:53)
Jorge Humberto