Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ADEUS SOLIDÃO

Eu era sozinho, tristonho e carente,
Perdido na vida vazia, sem emoção.
De repente você chegou sorridente
E expulsou do meu peito a solidão.

O amor adentrou no meu coração
Tal qual guerreiro arisco e valente.
Me fazendo um ser dependente
Do seu corpo cheio de sedução.

Hoje vivo bem feliz, sem ilusão,
Protegido pela sua escravidão
Quando se entrega docemente.

Hoje posso sentir que sou gente,
Que a vida é bela e até diferente;
Posso dizer e gritar adeus solidão!
Carlos Melgaço
Enviado por Carlos Melgaço em 02/11/2007
Código do texto: T720634

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Melgaço
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 59 anos
1147 textos (33621 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 04:05)
Carlos Melgaço