Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Da lua ao Poeta...

 

Ser aluado ou disperso é o viver do poeta

Que a pena dissipa suas dores e compulsões

Imergindo inversas letras ao vento que o ata

Olhando outros olhos a miragem das ablações.

 

Pode parecer flutuar encantado com o que versa

Diz não a sofreguidão, deitando em constelações;

Que luzem sois na beleza do existir que perpassa

Enjeitando as aflições de suas tantas emoções...

 

Só há flores em seu vergel, e ao acúleo congraça,

O negrume em rendilhas bordadas na imensidão

Ri da dor no verso lido odora o lodo e a traça...

 

O Poeta faceta em rosas o desejar da imaginação

Transmuda o viver obscuro aos olhos de toda praça

Lamentos que despem a lua no gozar da alucinação.

 

“A Poetisa dos Ventos”

Deth Haak

Cônsul Poetadelmundo-rn

SPVA-RN: Sociedade dos poetas vivos e afins
 AVSPE.

 

Para  que se inscrevam  em Poetas del Mundo.
endereço é:  www.poetasdelmundo.com

Clicar  bem no cantinho  do lado direito onde esta escrito num retangulo
preto: EL MANIFESTO
que fica no link  http://www.poetasdelmundo.com/manifiesto.asp

Clica no manifesto em português:
http://www.poetasdelmundo.com/verManif_portugues.asp?ID_Manifiesto=129
e prencha.
Demora um pouco porque é um site pesado .
Coloque uma apresentação tua. Três poemas e a foto mande pelo email conforme
esta  especificado. Conto com você Poeta para colaborar na divulgação, assim como congraçar mais poetas para engrossarem a fileira dos Guerreiros de Orfeu, vem comigo...

Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 06/11/2007
Reeditado em 06/11/2007
Código do texto: T725511
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 58 anos
547 textos (67975 leituras)
50 áudios (10468 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 05:01)
Deth Haak