Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A PROCURADORA...

*  Soneto feito numa audiência na Justiça Federal enquanto a jovem procuradora da União, antes de emitir parecer,  citava um trecho da Bíblia - em que o tratamento usado era sempre “vós”-  olhando fixamente para o autor e sua cliente. O soneto foi feito em versos hexassílabos ou heróicos quebrados.





Não olhais assim pra mim,
que eu perco até minha voz!
O desejo vem veloz,
e parece não ter fim!

Por favor dizei que sim:
-Que este meu castigo atroz
será banido por vós,
tão logo eu vos beije enfim!

Pactuemos doutora:
- Me entrego sem demora,
se for proposta imoral.

Simples,  Procuradora:
-Eu vos beijo aqui e agora,
e vos me amais no Natal!

 12/1990

Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 06/11/2007
Reeditado em 07/11/2007
Código do texto: T726327

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
493 textos (68725 leituras)
11 áudios (3029 audições)
1 e-livros (188 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 17:12)