Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto Corrupto

Não tenho pretensão de ser
aquilo a que fui proposto.
Nesse mundo do ver prá crer,
vivo o contragosto.

Sou mais eu, tchau tudo mais.
Aproveito as entrelinhas,
Viva o vivo do cais!
Roubo o seu, tome as minhas!

Assim sou lido,
cumpro meu papel.
Divago... corrompido.

A mim sou fiel.
Que arrogante letras!
Rodam feito carrossel.

Wesley Hott Soares
Enviado por Wesley Hott Soares em 09/11/2007
Código do texto: T730453

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Wesley Hott Soares e o e-mail wesley.hott@gmail.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wesley Hott Soares
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 40 anos
148 textos (14559 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 13:47)
Wesley Hott Soares