Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PORTO DA SAUDADE


Ainda me lembro bem... Olhei-a  longamente
aspirando inda uma vez o doce  perfume
que exalava de seus cabelos, cujo volume,
em parte, recobria seu colo resplendente!


Ela dormia  qual virgem pura, indiferente
ao corpo inteiramente à mostra; da base ao cume!
E os seus cabelos tinham da noite o negrume
a contrastar com a sua pele alvinitente!

Se o tempo é passado a memória inda é presente,
pois sempre os vejo balançando ao salvo vento,
na tarde ornada de  dourada  claridade!

Ah! eu bem me lembro sim... Olhei-a longamente,
mas embarquei na ingrata nau do olvidamento,
para atracar no amargo  porto da saudade!




Midi: Olividame
Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 09/11/2007
Reeditado em 04/05/2011
Código do texto: T730645

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
493 textos (68731 leituras)
11 áudios (3029 audições)
1 e-livros (188 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 17:50)