Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SINA

Não ria, meu amor, da minha desgraça
Nem diga que não sou tua fonte de prazer.
Zombar da miséria alheia não tem graça,
Rir da minha infeliz desgraça me faz sofrer.

Jamais, meu amor, tente me esquecer,
Jamais iluda quem te beija e te abraça.
Se minha vida é tristonha e sem graça
A única culpada de tudo isto é você.

Não destrua, meu amor, o meu viver
Nem ignore um coração pobre e infeliz
Que chora cansado de tanto padecer.

Somos almas gêmeas, querida, pode crer!
Teu louco destino é me fazer sempre feliz,
Minha triste sina, meu amor, é amar você.
Carlos Melgaço
Enviado por Carlos Melgaço em 10/11/2007
Código do texto: T731620

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Melgaço
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 59 anos
1128 textos (33115 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 13:00)
Carlos Melgaço