Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FAROLEIRO

Que eu não possa ser o teu farol,
Já que me diz ser bandoleiro.
Tentarei ser estrela guia, teu sol...
E se não puder, serei então faroleiro.

E te guiarei nas noites tempestuosas,
Para que não percas o rumo, amada.
E te orientarei nas horas sinuosas,
Para que derrapes nas curvas da estrada.

Só você não descobriu nem percebeu
Que o teu anjo da guarda sou eu.
E que vim ao mundo para ser teu protetor.

Abra o seu coração, menina! Entenda
Estenda sua mão... olhe, sinta, aprenda...
Deixa eu te dar o meu grande amor.









Marcos Aurélio Mendes
Enviado por Marcos Aurélio Mendes em 12/11/2007
Código do texto: T734227
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Aurélio Mendes
Jussara - Bahia - Brasil, 52 anos
443 textos (35744 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 17:31)
Marcos Aurélio Mendes