Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Maestra isolada

Na pausa do meu sonho adormeço,
De cansaço e morto na Maestra,
Maestra isolada,recomeço...
No despertar do sonho da festa.

Festa de imaginar um amanhã,
Como o sol rasgando os arvoredos,
Tempo de poesia da manhã!
Tempo de dor aqui nestes penedos.

Derrubem caminhos intransponíveis,
Que tapem o sonhar de um homem!
Estar na Maestra dos impossíveis.

Já é tempo de pausa de sonhares,
E partir da Maestra à estrada,
Rumo à capital de só;amares...

jose duarte
Enviado por jose duarte em 13/11/2007
Reeditado em 13/11/2007
Código do texto: T736272

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose duarte
Portugal, 48 anos
63 textos (12815 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 15:29)