Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 
Quando a saudade invade, como dói.
É fogo ardente, turbilhão na mente,
ácido que corrói. Ah, quando a saudade
invade-nos, entra, permanece, silente.
 
Ah  quando  a insegurança abraça.
Sufocando nossas idéias e planos.
Tirando nosso sonho, a paz, a luz.
Deixando-nos cegos, fracos e humanos
 
Ah quando aquele momento vivido
de forma tão intensa e verdadeira
Tudo acaba, some, vira poeira.
 
Ah quando sentimos isso tudo, com dor
Parar de viver, de respirar de pensar?
Não. Vamos sorrir olhar e viver  amor
Mario Pereira
Enviado por Mario Pereira em 19/11/2007
Código do texto: T743315

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (mario pereira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mario Pereira
Campos do Jordão - São Paulo - Brasil, 58 anos
445 textos (35486 leituras)
4 e-livros (145 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 10:38)
Mario Pereira