Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tu és Etérea

Quando meus olhos te fogem com um sorriso cauto
Temendo o fogo, que me é procela
Sou feito uma manhã brumosa
Que afoga a chama da tímida vela

É que este olhar que lanças assim de longe
Alheio a tudo que vai na minha alma
Evapora os sonhos que meu peito esconde
Torna em ventania, o que jazia em calma

Ai! Sou nau perdida nestes mares tantos
Essas águas fundas tos teus olhos lânguidos
Que ateiam vida num raio de luz...

Tu és na flora, a ninfa que povoa os ares
Anjo que se mente em luzes tão fulgares
- Anjo que não guarda - Antes me seduz.
Moisés Lopes
Enviado por Moisés Lopes em 20/11/2007
Código do texto: T744682

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Moisés Lopes
Curitiba - Paraná - Brasil, 33 anos
297 textos (12852 leituras)
2 áudios (133 audições)
1 e-livros (69 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 15:00)
Moisés Lopes