Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DO MAR

SONETO DO MAR

Meu silêncio é feito de agonias
Minha mudez sufocando mil ais
Lágrimas roubando-me a paz
Risos escondendo melancolias

Os nós dessa vela, as ventanias
São sonhos-barcos, ilusões irreais
A tristeza ancorada no meu cais
As noites afogadas nos meus dias

Alegria é uma nau que não chegou
Perdida, ou desviada pelo vento
Ou, talvez ela até naufragou...

Meu agitado mar de sofrimento
De súbito parou -ou sossegou-
Ao ouvir-me chorar meu lamento
Francisco Monteiro
Enviado por Francisco Monteiro em 20/11/2007
Código do texto: T745262

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Monteiro
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 47 anos
72 textos (1992 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 04:06)
Francisco Monteiro