Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto da nostalgia

Amantes, tão pouco eu tivera,
Apenas algumas na juventude,
Uma, duas ou três manteúdes,
Afirmo: ligeiras paixões meras.

Um poeta em graças virtudes,
Atraído por lascívias belas,
Enamoradas fugaz deveras,
No auge d'minha juventude.

Tão logo, tudo se fez alegria,
Voltar-me aos tempos vividos,
Dos mil e um beijos a cada dia.

E assim, gostosas nostalgias,
Nos curtos prazeres sentidos,
Desfrutados com mui regalias.
Russolini
Enviado por Russolini em 22/11/2007
Reeditado em 22/11/2007
Código do texto: T748064

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Russolini
Santos - São Paulo - Brasil
209 textos (9142 leituras)
1 e-livros (15 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 22:59)
Russolini