Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE SEGUIR

É no fundo silêncio de minha verdade
que o passado se arvora, não e deixa em paz;
pondo a dor indizível de velha saudade,
recompõe cada história que penso que jaz...

Mastigando o sentido que tudo não faz,
vou levando esta carga; forjando a vontade;
quanto mais me projeto mais fico pra trás
e percebo que vivo do todo a metade...

Neste abismo insondável de minha existência,
caso exista esperança, não tem consistência;
sempre dura bem menos que um balão de gás...

As lembranças são pulgas nos pêlos da idade,
prosseguir é pirraça de alguma vaidade
que me toma de assalto, relance fugaz...
Demétrio Sena
Enviado por Demétrio Sena em 22/11/2007
Código do texto: T748362
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Demétrio Sena
Magé - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
3052 textos (61819 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 04:58)
Demétrio Sena