Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOSSO SER CONSCIENTE





Meu ser conturbado não encontra descanso
Enquanto não vir no Homem o seu remanso
A paz tão desejada, por modesto contributo,
A que ele se propôs inteiramente com intuito

De fazer deste um mundo melhor, providente
Se tornando e agindo com ele e toda a gente
Como coisa única, que todos devemos cuidar
E solenemente cumprir co a palavra preservar.

E são dias de agonia e de febre, a me torturar,
Na incerteza das cousas, de consciência atroz
Pois tantas são as vezes, que me faço duvidar.

Só a esp’rança que é sempre a última a morrer
Liberta-me um pouco, enfim, deste meu algoz,
Acreditar, que a humanidade saberá sobreviver.

Jorge Humberto
21/11/07


       





Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 23/11/2007
Código do texto: T749326
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 51 anos
2622 textos (67029 leituras)
22 áudios (940 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 13:39)
Jorge Humberto