Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMEI-TE, SEM TE CONHECER // PRENÚNCIO DO AMOR

AMEI-TE, SEM TE CONHECER
(Milla Pereira)
 
Sei que te amei, antes mesmo de conhecer
Como seria teu sorriso, o teu jeito...
Como se fora saltar de dentro do peito,
Senti, em explosão, meu coração bater!
 
Dentro de minha fantasia eu esboçava
A tua face, desenhada com amor.
Usei, do pincel, a mais atraente cor
Para pintar teu rosto que eu já amava.
 
Mesmo que essa paixão ainda me mate,
Pela distância injusta que nos separa,
Eu saberei defender-me desta penúria.

Contando as horas, olvidando as injúrias,
Para ter-te aqui comigo e, cara a cara,
Reforçarei essa verdade, que és meu Vate!
 
 

PRENÚNCIO DO AMOR (Réplica)
(Mario Roberto Guimarães)
 
Encontrar-te, musa, trouxe-me ao coração
Um novo encanto que crescia a olhos visto
E, quando a alma mal se dava conta disto,
Já me tomara totalmente esta emoção.

E como iria imaginar que era bem quisto,
Que a ti, também, cobria o manto da paixão,
Sendo os meus versos, pura complementação
Ao que escrevias, por notares que eu existo?

Só sei dizer é que adquiriram nova cor,
Pela magia que lhes dava a aquarela
Com que pintaste teus mais nobres sentimentos,

Da minha vida os dantes ínfimos momentos...
Tua ternura é tanta e tal, que nasceu dela
Em versos simples, o prenúncio do amor.
Mario Roberto Guimarães
Enviado por Mario Roberto Guimarães em 24/11/2007
Código do texto: T749933
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mario Roberto Guimarães
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 65 anos
1956 textos (231552 leituras)
2 áudios (631 audições)
1 e-livros (650 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 13:08)
Mario Roberto Guimarães