Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CEGUEIRA DO AMOR.

Por mais que no meu peito ela trespasse,
a flecha envenenada que feriu,
minha alma lancinante que pediu
clamando que a verdade se mostrasse.

A mentira estampada em tua face,
a cegueira do amor que permitiu,
minha tola alegria nunca viu
esse teu asqueroso e vil disfarce.

Com tortura visível eu me afasto,
e desencravo o espinho que prendeu,
soluçando magoado vou de arrasto.

É meu sonho que em vão já se perdeu,
floria no horizonte infindo e vasto,
mas a alma mente, diz que o amor morreu.
Michel H Baruki
Enviado por Michel H Baruki em 24/11/2007
Código do texto: T750909

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Michel H Baruki
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
191 textos (5892 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:52)