Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A saia cor-de-rosa

Na manhã sombria e chuvosa
deslizei numa casca de banana.
Não fosse aquela mulher bacana
sujaria a minha saia rosa.

A saia nova, beleza esbanjava.
Fora usada pela vez primeira.
Maldita hora passei na feira
que em dia de chuva, deslizava.

Gentil senhora estendeu-me a mão
recuperando meu equilibrio
que por pouco lançava-me ao chão.

Enfim passou a manhã chuvosa
e felizmente chegamos a salvo:
eu e a saia cor-de-rosa.

(Sandra Lima Costa Melo)
Sandra Lima Costa Melo
Enviado por Sandra Lima Costa Melo em 26/11/2007
Reeditado em 09/04/2010
Código do texto: T753430
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Sandra Melo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Lima Costa Melo
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil
76 textos (50693 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 01:05)
Sandra Lima Costa Melo