Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU SOU O VERSO

EU SOU O VERSO

Nasci de um verso repleto de agonia
Infeliz, brotei no árido chão dessa mudez
Metade que sou é dor, solidão, insensatez
A metade boa perdeu-se de mim outro dia

De repente fui desfolhado pela ventania
Soprada pela minha louca lucidez
Distante de mim e agora perdido de vez
Amanheci com uma saudade que me sorria

Na diária arte de me recriar, me rescrever
Um lindo, louco verso vi em mim nascer
Só no desdém do não me ler eu agonizo

Não lido, sou alegria que deixou de acontecer
Sou todo felicidade quando alguém me lê
Sou silêncio que se transforma num sorriso
Francisco Monteiro
Enviado por Francisco Monteiro em 27/11/2007
Código do texto: T755223

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Monteiro
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 47 anos
72 textos (1998 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 06:05)
Francisco Monteiro