Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chega ofegante, calada e... pequena...


Chega ofegante, calada e... pequena...
A bela donzela por mim tão querida.
Vale-me mais e é bem mais, que uma centena
De outra qualquer, por meu Deus, preferida.

Entra sublime... o olhar já serena...
Traz em seu seio o pesar d’uma lida
Que trazia outrora uma tal de Helena
Cantando as dores da alma falida.

Ouço-a em choro... a ouço tão triste... e
Sinto meu corpo ferver quando ela
Fala-me amena, de tudo que é mágoa.

Cai-me a espada que trago em riste,
Quando me chora tão bela donzela...
Torno-me mar:  todo Sal... todo Água...

Rafael Gomes
Rafael Gomes Fernandes
Enviado por Rafael Gomes Fernandes em 28/11/2007
Código do texto: T756352

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar a autoria de Rafael Gomes Fernandes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Gomes Fernandes
Fortaleza - Ceará - Brasil, 33 anos
67 textos (4037 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 22:58)
Rafael Gomes Fernandes