Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Atualidade

Fome que nos consome,
Transforma nossas vidas em feridas.
E por mais que se ande,
Sempre nos sujamos neste cálice de sangue.

Sangue de gente inocente,
Doente,
Movida à malícia,
Fugindo da polícia.

Julgamo-nos samaritanos,
Dignos de respeito
Mas não os abrigamos em nossos leitos.

E na balada da vida, sofrida,
Por castigo, pouco a pouco,
Morremos.
Profeta dos Sonhos
Enviado por Profeta dos Sonhos em 02/12/2007
Código do texto: T761702

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Profeta dos Sonhos
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 41 anos
65 textos (3151 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 18:21)
Profeta dos Sonhos