Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto na tarde do centro

Não quero aqui bela moça dizer,
Somente porque tu passas aqui,
Que bela tu és. Há, que de lá vi
Antes, e a tua graça eu já não saber?

Enfim, que tu possas por ti, não ser
Mais uma só bela moça que vi
Guardar o bendito dom de fazer
Deseducar-(se) um cortês que aprendi

Só porque de teu passar eu poeto.
Ainda que não vença hoje, eu apelo
Que ele venha à cor levar do teu íris.

Quanto mais cafona for meu soneto
Aos teus olhos cheios de calma, mais belo
Dele farás, quando dele sorrires.

1-10-2007
Francis Tempo
Enviado por Francis Tempo em 03/12/2007
Reeditado em 04/12/2007
Código do texto: T763373

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maykell Francis). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francis Tempo
Teresina - Piauí - Brasil, 75 anos
25 textos (879 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 22:59)